quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Deletério.

Porque quando eu gritava e te chamava, a voz que me atendia não era a sua, então mais uma vez chamava por ti, e novamente a outra voz respondia. A voz era doce e amável, dizia muito do que eu queria ouvir, mas não era a sua voz. Então decidi não mais procurar o som da sua voz, com o tempo acostumei com a outra voz, meus ouvidos aceitavam o doce som que aquela voz tinha, e que os conduzia a um enfâse no mundo dos mais belos sons, mas por mais que belo o som que saia daquela boca seja, e mesmo que meus ouvidos a aceitassem, meu coração ainda assim desejava a sua voz e não está voz usurpadora e doce que tentava toca-lo. Ela podia enganar os ouvidos, mas o coração sabia a verdade, pois o meu coração nunca esqueceu da unica coisa que o tocou de verdade, ele nunca esqueceria da primeira vez que flutou no som de sua bela, doce, afetuosa, harmoniosa e as vezes mórbida voz. Os ouvidos aceitaram, mas o coração continuou sua procura sem fim, e continua procurando a voz que o tocou, mesmo sabendo que não encontraria novamente, o coração é cheio de emoções conturbadas, ele não questiona apenas segue tais emoções, e assim continua a busca.

9 comentários:

  1. ficou muuuuuuuito foda amor *--*
    parabéns :B

    te amo <3

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Doralice *-* e Obrigado também Cooke *-*

    ResponderExcluir
  3. Postagem feita em 23 horas e 10 minutos. Então, fui mesmo a primeira a recebe-la, em 22 horas, 17 minutos e 17 segundos. Obrigada, <3

    ResponderExcluir
  4. É Heidy Tokimatsu (*mupy), você realmente foi a primeira pessoa a ler :B *-* também ficou insistindo Ù_Ú 'KOAFSKOFASOKOKKOF por nada <3

    ResponderExcluir
  5. Tá muuuuuuuuuuito legal! Eu já disse, você escreve MUITO BEM, Allan. Parabéns, rs!

    ResponderExcluir
  6. FILHO DA PUTA..
    tu escreve melhor que eu...
    kkk

    ResponderExcluir