quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Quer mesmo saber?

  Do que me adianta fazer tudo, se você continua se importando com o nada?

  Uma vez me disseram que não existe um adeus, até hoje questiono isso, pois já tivemos tantas despedidas, será que agora não é hora do curto, doloroso, eterno e verdadeiro "Adeus"?
  Sinto vontade de gritar com você, não quero ser rude, só não suporto ver você errar, só não suporto nos afastarmos cada vez mais. Mas você parece não me escutar, não adianta gritar, você é incapaz de me ouvir, e minha garganta está cansada já, minha garganta está tão cansada, quanto minha mente e meu coração. Você ainda seria capaz de renovar minha energia? Ou devo procurar uma nova e segura fonte?
Eu sei o que vou fazer, e nada agora vai me fazer mudar, estou cansado demais, então sorria.

Um comentário: